Destaque

Umburanas

14 de março de 2018

Políticas Públicas: Centro-Norte baiano elege representantes para Fórum de Desenvolvimento Econômico

Anúncio foi feito em evento que reuniu representantes de 19 municípios

Por Tamara Leal - Diogo Rios Amaral, secretário de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Esporte de Senhor do Bonfim, e Frank Neto, vice-prefeito de Capim Grosso, foram escolhidos como coordenador e coordenador adjunto, respectivamente, para o Fórum Estadual de Secretários e Dirigentes Municipais de Desenvolvimento Econômico. O anúncio foi feito durante o reunião do fórum, que aconteceu dia 7 de março no Sebrae em Jacobina.

O Fórum Regional de Secretários e Dirigentes Municipais de Desenvolvimento Econômico reuniu 35 participantes, dentre elas, vice-prefeitos, secretários municipais, agentes de desenvolvimento e dirigentes. Dos 32 municípios da base regional do Sebrae, 19 tiveram representatividade no fórum.

Para Diogo Rios Amaral, o fórum leva à tona conceitos, produtos, incentivos, políticas de desenvolvimento econômico, envolvendo todas as áreas de discussão. “É um anseio dos municípios que se façam ouvir, que se crie e se efetive as políticas públicas, que vise o desenvolvimento econômico. Vamos levantar as demandas locais e vê o que se pode ser feito em uma política regional, de território, para que a gente consiga alavancar o desenvolvimento econômico de toda a região”.

“É de grande importância a escolha do coordenador do fórum para que possa debater e demandar ações junto ao próprio Sebrae e parceiros, buscando a implantação de ações de políticas públicas e de desenvolvimento econômico e territorial”, ressalta Arnaldo de Oliveira Filho, técnico do Sebrae em Jacobina.

O objetivo do fórum é conectar secretários e dirigentes municipais na troca de experiências, fortalecimento da representação municipalista e melhoria do ambiente de negócios para micro e pequenas empresas, produtores rurais e microempreendedores individuais (MEI) do Centro Norte da Bahia.

Fotos: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Rota 324 não se responsabiliza pelos comentários aqui expostos.