Destaque

Sebrae

Ages

9 de junho de 2017

Vitória perde quarta seguida e assume a lanterna da Série A

Rubro-negro tem apenas um ponto na competição, com um empate e quatro derrotas.


Sorrir tem sido coisa rara para o Vitória. Além da guerra política fora de campo, o Leão também tem uma nuvem carregada em cima do time. Nesta quinta-feira (8), na estreia do técnico Alexandre Gallo, o rubro-negro perdeu para o São Paulo por 2x0 e herdou a lanterna da Série A, com apenas um ponto somado. Agora, são cinco jogos, com um empate na estreia e quatro derrotas seguidas.

Quando o goleiro é o destaque do time, dificilmente o torcedor sai feliz com o que viu em campo. Não deu outra. Sobretudo no primeiro tempo, Fernando Miguel brilhou, fez defesas belíssimas e garantiu os primeiros 45 minutos sem gols no Morumbi.

Com dois minutos de jogo, o Vitória perdeu a bola para Cícero no meio-campo, deu uma enfiada para Lucas Pratto. O argentino dominou e mandou no canto esquerdo de Fernando Miguel. No minuto seguinte, o goleiro voltou a ser exigido e barrou um chute de Maicon de fora da área. 

Com dificuldade para fazer a bola rolar na meiuca, o time de Gallo tentava chegar pelos flancos, sem sucesso. Pouquíssimo ofensivo, o Vitória sofreu pressão do time paulista e viu Marcinho ganhar todas de Thallyson pela canhota.

Aos 20, Jucilei cruzou, Alan Costa tentou tirar e deixou a bola fácil para Marcinho, que viu a bola raspar a trave. 


Só dava São Paulo. Aos 27, Bruno cruzou para Maicosuel, que subiu alto, cabeceou e obrigou Fernando Miguel a fazer uma defesa. No rebote, Lucas Pratto tentou de cabeça, mas mandou por cima.

A primeira chance real do Vitória demorou, mas chegou. Aos 31 minutos, Fred fez bela cobrança de falta e viu a bola raspar o travessão do goleiro Renan Ribeiro.

Antes do apito final, o tricolor paulista deu mais um susto nos rubro-negros. Aos 37, Lucas Pratto dominou na entrada da área e bateu no canto esquerdo de Fernando Miguel, que fez a defesa. Haja trabalho para o goleirão do Leão.

O segundo tempo foi um reflexo do primeiro. São Paulo, São Paulo, São Paulo. Bastaram cinco minutos para o primeiro lance de perigo surgir, quando Lucão cabeceou e viu a bola passar muito perto do gol de Fernando Miguel.

O time do técnico Rogério Ceni arriscou, arriscou e chegou. Aos 18 minutos, Willian Farias falhou e perdeu a bola. Lucas Pratto aproveitou e tocou para Thomaz, que mandou a bola para o fundo das redes e fez 1x0.

O gol serviu para fazer o Vitória acordar. David conseguiu penetrar na defesa do São Paulo e Renan Ribeiro fez linda defesa. Na sequência, Paulinho chutou à queima-roupa e, com bom reflexo, o goleiro defendeu de novo. Paulinho ainda tentou  mais uma vez, mas Eder Militão salvou em cima da linha. Foi por pouco.

O São Paulo reagiu. Aos 32, chegou com muito perigo mais uma vez, com chute de Thomaz, mas Fernando Miguel fez milagre e salvou.

O Leão ainda deu um suspiro final aos 35, quando Kieza chutou e Renan defendeu. Na sobra, a bola bateu no braço de Kieza. Todinho ainda meteu no fundo do gol, mas já não valia mais nada.

Se o Vitória já estava 'morto' no jogo, o São Paulo foi lá e fechou o caixão. No último minuto de jogo, Thomaz tocou de calcanhar e Lucas Pratto marcou um golaço, sem chance para Fernando Miguel. Fim de papo.

Domingo (11), o Vitória encara o Atlético-MG no Barradão, às 16h.

Fernanda Varela - Rede Bahia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Rota 324 não se responsabiliza pelos comentários aqui expostos.