Destaque

Sebrae

Ages

2 de junho de 2017

Jorginho é o novo técnico do Bahia

Técnico tricolor é apresentado no Fazendão e comanda o primeiro treino com o elenco.


Apresentado como novo técnico do Bahia na tarde desta quinta-feira (1º), Jorginho, que chega para substituir Guto Ferreira, falou sobre o desafio de comandar o tricolor. Motivado com a oportunidade, o carioca de 52 anos promete fazer uma campanha boa na Série A do Brasileirão. "Eu não estou aqui de passagem, eu vim para fazer história", afirmou o treinador, para depois completar: "É uma escolha maravilhosa que eu fiz. Tenho certeza que esse era o momento". 

Tetracampeão mundial como jogador da Seleção Brasileira em 1994 e auxiliar de Dunga entre os anos de 2006 e 2010, Jorginho comentou sobre a responsabilidade de treinar o Esquadrão. Segundo ele, o celular não parou de tocar, com muitos amigos lhe desejando sorte à frente do novo clube. "A responsabilidade é grande. O Bahia é um time de massa. Já treinei times de massa, joguei em alguns também. Por outro lado, fico feliz com essa responsabilidade. Gosto de desafios, minha vida foi pautada assim. Fico feliz por essa aceitação da torcida, não estou caindo aqui de paraquedas". 

Com passagens por equipes como Goiás, Ponte Preta, Figueirense, Vasco e Flamengo, Jorginho disse ainda que, inicialmente, não pretende mudar muito a forma da equipe deixada por Guto Ferreira, que foi para o Internacional. "O objetivo maior é dar continuidade ao trabalho que estava sendo feito. Não seria inteligente da minha parte mudar tudo. Preciso conversar com os jogadores. Mas também tenho a minha forma de trabalhar e alguma coisa nova vai aparecer. É uma equipe competitiva, veloz, jovem. Esta equipe pode ser uma grande surpresa no Campeonato Brasileiro", afirmou ele.

Por fim, o novo treinador elogiou o Atlético Goianiense, próximo adversário do Bahia na Série A. O jogo será disputado na segunda-feira (5), na Fonte Nova. "Não se enganem com a posição do Atlético. É uma boa equipe, campeã da Série B. Conheço o treinador (Marcelo Cabo), foi meu auxiliar. A gente tem que entrar compenetrado para conquistar o nosso objetivo", avisou. 

Miro Palma - Rede Bahia 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Rota 324 não se responsabiliza pelos comentários aqui expostos.