Umburanas

8 de maio de 2017

Galo derrota o Cruzeiro e é campeão em Minas; Corinthians levanta o troféu em São Paulo

Volante Elias marcou o gol do triunfo e do título do Atlético-MG sobre o rival em Minas Gerais.


Com direito a recorde de público no Independência e quebra de tabu, o Atlético-MG venceu o arquirrival Cruzeiro por 2x1 e levantou seu 44º troféu estadual. De quebra, o Galo ainda ampliou  a diferença de títulos para a Raposa, que tem 36 conquistas do Campeonato Mineiro. 

Robinho  abriu o placar para os donos da casa ainda no primeiro tempo, mas Ábila empatou na segunda  etapa. Elias fez o gol da vitória do Atlético, que ainda quebrou o jejum de oito partidas sem vencer o rival. De quebra, o Galo ainda tirou a invencibilidade do Cruzeiro na competição. Na primeira  partida da final, disputada no Mineirão, os rivais empataram em 0x0.

Agora, o Atlético-MG terá a semana inteira para se preparar para a estreia do Brasileirão, no próximo sábado, contra o Flamengo, no Maracanã. O Cruzeiro, por sua vez, viaja ao Paraguai para enfrentar o Nacional de Assunção pela Copa Sul-Americana, na próxima quarta. 

A reta final da partida foi marcada por uma confusão entre jogadores das duas equipes. Tudo começou quando Adilson, do Galo, sofreu falta de Rafinha, que levou o segundo amarelo e foi expulso pelo árbitro Igor Júnio Benevenuto. Adilson também acabou expulso.


Confusão à parte, Atlético e Cruzeiro fizeram um jogo bem disputado. Precisando vencer, o Cruzeiro de Mano Menezes começou o duelo mais ofensivo, enquanto o Galo de Roger entrou em campo com três volantes. Com forte sistema defensivo, o Atlético segurou a Raposa e, em um contra-ataque, balançou as redes com Robinho. 

Mais ofensivo, o Cruzeiro começou bem a segunda etapa e empatou logo no início com Ábila. A Raposa melhorou e quase conseguiu a virada. No entanto, o Galo voltou a criar boas chances com a entrada de Cazares no lugar Robinho. Foi dele o passe para o volante Elias, que fez o gol da vitória. 

Corinthians empata e comemora


Corinthians e Ponte Preta se reencontraram na final de um Campeonato Paulista depois de 40 anos e novamente o Timão levou a melhor: chegou ao seu 28º título estadual após empatar, no Itaquerão, por 1x1 com o time de Campinas.

Os corintianos haviam vencido a primeira partida, no campo do adversário, por 3x0. Agora, o alvinegro tem seis títulos a mais que Palmeiras e Santos, que somam 22 troféus cada no campeonato estadual. O São Paulo tem 21. Romero, para o Corinthians, marcou o primeiro gol do jogo, aos 17 minutos do segundo tempo. Marllon, aos 40, empatou. Mais uma vez, o destaque do Corinthians foi a zaga, formada por Balbuena e Pablo. O ataque adversário, com Pottker, Clayson e 

Lucca, foi neutralizado. A partida registrou o recorde de público do Itaquerão, que recebeu 46.017 pagantes. Foi o centésimo jogo disputado no estádio e teve arrecadação foi de R$ 2.792.212,60. 

Na quarta-feira, o Corinthians enfrenta a Universidad de Chile pela Libertadores, fora de casa. A Ponte vai à Argentina enfrentar o Gimnasia La Plata amanhã, pela Copa Sul-Americana. 

Fotos: Uol
Correio24horas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Rota 324 não se responsabiliza pelos comentários aqui expostos.

Destaque