Umburanas

16 de maio de 2017

Fim de sinal analógico faz vendas de smart TVs aumentarem

Aparelhos com acesso a aplicativos e telas 4K tiveram maior procura neste começo de ano.


O final do sinal analógico fez as vendas de TVs aumentarem no Brasil. Uma pesquisa divulgada pela Eletros (Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos) indica que houve aumento de 37% nas vendas de TVs no primeiro bimestre deste ano, em relação ao mesmo período no ano passado.

Segundo dados da consultoria GfK, a Samsung, líder do segmento, atingiu a marca de 41,9% de parcela de mercado em março deste ano.

A empresa indica alguns fatores para o aumento de procura de TVs: o fim do sinal analógico em grandes cidades (como São Paulo); a liberação do dinheiro do FGTS; e o sucesso da Black Friday do ano passado, que esgotou os estoques do varejo e exigiu o reabastecimento do mercado–o que impulsionou o número de vendas da Samsung.

Em entrevista a EXAME.com, Gustavo Assunção, vice-presidente de Consumer Eletronics da Samsung Brasil, conta que os modelos smart e os com resolução 4K foram os que tiveram mais saída.


“Temos um portfólio super democrático. Há smart TVs de 32 polegadas HD e modelos 4K. Essa ultra resolução é certificada por entidades internacionais, porque as TVs não apresentam nenhum subpixel branco. Algumas fabricantes usam o padrão RGBW que não é certificado”, declarou Assunção, alfinetando modelos da rival LG.

O vice-presidente indica a plataforma Tizen das smart TVs e o acessório One Connect– que permite controlar aparelhos diferentes conectados com apenas um controle remoto– como principais diferenciais das televisões da Samsung.

A fabricante diz acreditar que as vendas do segmento continuarão a crescer neste ano e indica que o aumento de oferta de conteúdos em 4K em plataformas como Netflix e GloboPlay pode ajudar a puxar essa tendência.

Por Lucas Agrela - Exame 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Rota 324 não se responsabiliza pelos comentários aqui expostos.

Destaque