Destaque

Sebrae

Ages

3 de maio de 2017

Confira dicas para ser aprovado em um concurso para o Judiciário


Especialistas indicam como os candidatos devem se preparar para obter a aprovação.


Especialistas dizem o que é preciso saber para ser aprovado em concursos abertos por tribunais de Justiça em todo o país. Confira:

Carreira É preciso focar em uma carreira. Em concursos de tribunais não é indicado que o concurseiro faça vários ao mesmo tempo, afinal, apesar de haver disciplinas básicas em comum, as específicas podem variar muito e precisam de atenção.

Matérias básicas Português, Informática, Raciocínio Lógico, Direito Constitucional, Direito Administrativo e normas aplicáveis a servidores costumam ser comuns na maioria dos concursos desse tipo. Portanto, antes mesmo do edital sair já é possível começar a se preparar.

Matérias específicas Se o concurseiro já tiver o domínio das matérias básicas no momento da divulgação do edital, ele poderá se dedicar integralmente às disciplinas específicas. Elas serão decisivas para uma boa colocação.

Direito O Direito estudado na universidade não é o mesmo cobrado em concursos públicos. Enquanto a academia é voltada para a construção do conhecimento, nos concursos é preciso saber sobre doutrina, jurisprudência e legislação.

Estilo de prova A maior parte das provas de concursos para tribunais é formulada pela Fundação Carlos Chagas (FCC) e pelo Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB), portanto, pesquisar outras provas feitas por essas bancas organizadoras ajuda  o candidatado a se acostumar com o estilo de cada exame e a não se surpreender com a maneira com a qual os conteúdos são cobrados.

Questões Além de dominar a teoria, é importante que o concurseiro faça muitas questões. Isso possibilitará que ele conheça como a banca cobra os assuntos e treine para a hora da prova.

Viagens O candidato que tem como viajar para outros estados e cidades possui mais chances de ingressar nas carreiras dos tribunais, pois existem muitos espalhados pelo Brasil. São 27 tribunais de Justiça, 27 tribunais Regionais Eleitorais, 24 tribunais Regionais do Trabalho, e cinco tribunais Regionais Federais, além dos três tribunais Superiores.

Regimento Interno Todos os concursos para tribunais cobram conhecimentos a respeito do regimento interno atualizado do órgão. Por ser um conteúdo muito específico de cada tribunal, o tema só deve começar a ser estudado após as demais matérias, quando houver a publicação do edital.

Correio24horas 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Rota 324 não se responsabiliza pelos comentários aqui expostos.