Destaque

25 de maio de 2017

Brincadeiras desenvolvem a cognição, o planejamento e controlam a impulsividade

Brincar desenvolve conexões cerebrais, aumenta a coordenação motora e força, desenvolve os sentidos e traz muitos benefícios sociais.


Toda criança adora brincar e a brincadeira é muito importante para estimular o desenvolvimento infantil. Não é só entretenimento. A brincadeira tem alto valor de aprendizagem, desenvolvimento do cérebro, social e cultural, como explicou a doutora em educação Gisela Wajskop no Bem Estar desta quinta-feira (25). A brincadeira pode ajudar até a tirar as fraldas, como mostrou a pediatra e consultora Ana Escobar.

O brincar estimula a imaginação das crianças e forma o pensamento mágico. Esse pensamento transforma qualquer objeto inanimado em uma coisa super legal. Para uma criança, qualquer objeto vira brinquedo.

A brincadeira também mostra que o mundo tem regras e ajuda a controlar a impulsividade. Um dos exemplos são os jogos de tabuleiro. A criança precisa esperar a sua vez e precisa seguir a ordem do jogo. Também trabalha o planejamento e estratégia, para alcançar o objetivo na brincadeira.

Brincar desenvolve conexões cerebrais, aumenta a coordenação motora e força, desenvolve os sentidos (olfato, audição, paladar, visão e tato) e traz muitos benefícios sociais. Brincar e interagir com outras crianças, por exemplo, promove a saúde social e cria o espírito colaborativo, além de melhorar a empatia.

Por G1, São Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Rota 324 não se responsabiliza pelos comentários aqui expostos.