Destaque

2 de maio de 2017

Anderson Silva pede luta por cinturão do UFC e ameaça aposentadoria

Spider afirmou que quer enfrentar o cubano Yoel Romeno em uma disputa pelo título da entidade.


Ex-campeão do UFC, Anderson Silva soltou o verbo contra a entidade. O brasileiro ameaçou se aposentar caso não seja escalado para enfrentar o cubano Yoel Romeno, no Rio de Janeiro, valendo o cinturão interino da organização. Spider é cotado para integrar o card do evento, mas afirma que só aceita o combate com Yoel em uma eventual disputa de título. 


"Estou aqui no rio há muito tempo, treinando. Estou muito frustrado porque nada acontece sobre uma luta no Rio. Eu não sei, os caras têm de falar comigo", cobrou o brasileiro durante entrevista ao programa americano 'MMA Hour?. ""Romero não virá ao Brasil por nada. O pessoal do Romero pensa como eu: se é pra luta acontecer, tem que ter cinturão. Isso valeria até como business", acrescentou.

O card principal do UFC 212, no Rio de Janeiro, terá o brasileiro José Aldo contra Max Holloway, em disputa que unificará os títulos dos penas da entidade. Inicialmente, Anderson Silva iria encarar Kevin Gastelum, pelo peso médio, mas o americano testou positivo para uma substância presente na maconha e foi afastado do evento. Desde então, o UFC tem tido dificuldade para encontrar outro adversário. Luke Rockhold chegou a ser oferecido, mas foi recusado por Spider. 

Na entrevista, Anderson se mostrou incomodado por não ter encarado o canadense Georges Saint-Pierre, que volta ao octógono após ter anunciado a aposentadoria em 2013. "Me disseram que eu faria 'superlutas' com St-Pierre e nada. Não acredito em nada que Dana (White) fala. Estou muito desapontado", disse. 

Correio24horas 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Rota 324 não se responsabiliza pelos comentários aqui expostos.