Destaque

23 de dezembro de 2016

Policia Civil realiza operação de transferência de presos do Complexo Policial de Jacobina

Policiais Civis da 16a Coorpin, sob a Coordenação do Dr. Eduardo Brito e da Delegada Manuela Rodrigues, desencadearam nas primeira horas de hoje, uma operação para a transferência e transporte de presos do Complexo Policial de Jacobina, para presídios no interior e na capital do Estado. Nesta remessa foram transferidos 10 presos que estavam com carta guia e condenação pela Justiça e respondem por tráfico de drogas, homicídio, latrocínio e furtos. Cerca de 20 policiais civis participaram da operação.

Ainda nesta quinta-feira 22/12, policiais civis, com apoio da Policia Militar, realizaram uma revista em todas as dependências prisional onde foi encontrado em posse de um detento, um celular e carregador. Segundo a Delegada Manuela Rodrigues, foi instaurado o devido procedimento para apurar como este celular adentrou as dependências da carceragem. O aparelho apreendido foi encaminhado para a perícia e posteriormente seguira como peça de investigação, que poderá apontar a ligação de detentos com peças do "Xadrez" que estão ainda em liberdade na nossa região. Ainda segundo a Delegada, as transferências que têm total apoio da justiça, pois ajudam aos detentos já condenados a cumprirem suas penas em estabelecimentos prisionais apropriados, além de diminuir a lotação no Complexo Policia de Jacobina.

Segundo o Coordenador, Dr. Eduardo Brito, além de deflagrar a operação “Natal Legal”, que conta também com ações de Busca e Apreensão, a intenção é diminuir a influência na própria carceragem do Complexo Policial de Jacobina, como explicado anteriormente sobre o “Xadrez do Crime” (em alusão a grade /carceragem e ao jogo, onde o objetivo é desarticular uma associação criminosa). Ainda de acordo com o coordenador, os policiais estão trabalhando diuturnamente para tentar prender todas as peças do “Xadrez”, como já ocorrido com duas delas em outro Estado, ação que teve êxito com o apoio da Imprensa e das Redes sociais.

Fonte: 16a Coorpin

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Rota 324 não se responsabiliza pelos comentários aqui expostos.