Destaque

Sebrae

Ages

4 de novembro de 2016

Governo prevê gastar R$ 15 milhões com mudança do Enem

Inicialmente, o governo desembolsaria R$ 788,3 milhões para aplicar a prova

A mudança de data de realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para 240.304 estudantes custará ao governo cerca de R$ 15 milhões, segundo uma fonte ligada ao Ministério da Educação (MEC) a EXAME.com. Os alunos que realizariam provam em uma das 364 escolas ocupadas tiveram a prova adiada para 3 e 4 de dezembro.

Esse montante será acrescido ao valor de R$ 788,3 milhões, anunciado anteriormente como o total desembolsado pelo governo para a aplicação do exame neste final de semana. O valor arrecadado em 2016 com as inscrições foi de R$ 136,2 milhões.

Em 2015, o governo gastou R$ 722,2 milhões para a realização do Enem. O total arrecadado com inscrições foi de R$ 125,4 milhões.

A ocupação de 364 escolas fará com que 240.304 dos 8.732.184 inscritos façam as provas apenas em dezembro. Os inscritos afetados pela mudança serão avisados por mensagem de texto no celular, e-mail e na Página do Participante, no site do Enem, que estão dispensados do exame neste final de semana.

Exame

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Rota 324 não se responsabiliza pelos comentários aqui expostos.