Destaque

13 de outubro de 2016

Os "fio" das torres por José Carlos Benigno

"Tá na cara que isso é coisa de gente que sofre da tal "dor de cotovelo" pelo sucesso do Jegue"

Um já saudoso amigo meu, lá dos anos 80, colega do Colégio Comercial de Jacobina, gostava de dizer que a mãe mais agressiva do mundo era a eletricidade. Quando a gente questionava o por quê, ele respondia: - Mexe com os "fio" dela pra tu ver...

Essa semana me deparei com a notícia de que teriam roubado os fios de fornecimento de energia das torres de iluminação do lado leste do Estádio José Rocha.

Pergunto: esses não são os mesmos fios daquela polêmica sabotagem recente que a imprensa tanto divulgou na oportunidade em que se corria no apronto do estádio para a disputa do Jegue no Campeonato Baiano deste corrente ano de 2016? Deixa ver se estou entendendo:

Sabotaram de novo, é isso? Pelo visto é coisa de sabotador de freguesia, ou freguês de sabotagem. Coincidência ou não estamos diante de uma situação semelhante em relação a mais uma estreia do Jegue num campeonato estadual, desta feita a Copa Governador do Estado, e lá vem o nosso (ou nossos) "sabotador(es)" outra vez? É como diz um amigo de rádio: "Me façam uma garapa". Tá na cara que isso é coisa de gente que sofre da tal "dor de cotovelo" pelo sucesso do Jegue. Gente esperta que consegue ludibriar até a mãe mais agressiva do mundo (como dizia o meu saudoso amigo). E nesse caso mexeram com os "fio" dela e ela nem percebeu...Ou estava dormindo? Ahhhh se ela tivesse acordada...

(José Carlos Benigno)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Rota 324 não se responsabiliza pelos comentários aqui expostos.