Umburanas

1 de agosto de 2016

Moro determina soltura de João Santana e proíbe marqueteiro de trabalhar em campanhas

Santana terá que entregar seus passaportes e se comprometer a comparecer em juízo

O juiz federal Sérgio Moro ordenou a soltura do marqueteiro baiano João Santana. De acordo com O Globo, em despacho divulgado nesta segunda-feira (1º), o juiz responsável pelos processos em primeira instância da Operação Lava Jato também determinou que Santana não pode trabalhar em nenhuma campanha eleitoral no Brasil, além de não deixar o país e nem ter contato com outros investigados, como sua própria esposa, Mônica Moura, que também recebeu nesta segunda autorização para sair da prisão (leia aqui). Para liberar o marqueteiro, a Justiça Federal fixou fiança de R$ 2,8 milhões. Entretanto, o valor já estava bloqueado judicialmente. Ainda de acordo com a publicação, Santana terá que entregar seus passaportes e se comprometer a comparecer em juízo. O casal, que sela acordo de delação premiada, admitiu em depoimento ao juiz ter recebido dinheiro proveniente de caixa dois como pagamentos pelo trabalho na campanha de 2010 da presidente afastada Dilma Rousseff. Do Bahia Notícias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Rota 324 não se responsabiliza pelos comentários aqui expostos.

Destaque