Umburanas

26 de julho de 2016

Comunidades rurais de Umburanas sofrem com a falta d'água e com a omissão do poder público

Enquanto as outras comunidades tem atendimento do carro pipa do exército, Roduleiro é esquecido

As Comunidades rurais de Aníbal, Doutor, Brasília e Roduleiro em Umburanas,  sofrem com a falta d` água. Mas, a comunidade de Roduleiro  em particular, poderia ser uma exceção, pois,  é riquíssima em água, possui uma nascente, onde  a água brota do subsolo. Como também, possui um poço artesiano.  Um local, que pela riqueza natural que possui, jamais poderia ser esquecido. Pois, a fonte de água sofre com a falta de cuidados e estrutura. Ao longo da história do Povoado, um dos mais antigos do município, nunca foi realizado uma obra de revitalização da fonte. Não existe nenhum projeto sendo desenvolvido para preservá-la.  Mas, é a única fonte de água existente no Povoado, uma vez que o poço artesiano está quebrado há sete meses.  E a população, só tem uma única alternativa, Famílias inteiras, saem de suas casas com baldes na cabeça, ou em carrinhos de mão para buscar água nessa mesma fonte, porém,  a nascente está secando. Os moradores, precisam madrugar, à espera  da água, que aos poucos vai brotando, formando pequenas poças d`água. Lembrando, que essa água não passa por nenhum tipo de tratamento. 

Fonte d´água do Roduleiro. Sofre
com a falta de preservação.
Enquanto as outras comunidades tem atendimento do carro pipa do exército, Roduleiro é esquecido. Uma Comunidade, tão rica em recursos hídricos,  sofre, simplesmente, por ser esquecido pelo poder público. 

Um Povoado de uma riqueza natural ímpar em nosso município. Como  também,  é a comunidade mais próxima do Parque Eólico que será instalado em um futuro próximo. Consequentemente, sofrerá os impactos ambientais provocados pelo processo de implantação do Parque. Como também, passará a ser “enxergado”,  pois, será  beneficiado com os projetos sociais e pelo desenvolvimento que o Parque irá trazer para o município de Umburanas. 

Por isso, é inadmissível que as comunidades da zona rural, continuem sofrendo com a falta d´água. Sem apoio do poder público local. Que é omisso na preservação das nascentes e na manutenção de poços artesianos.

 Fonte do Roduleiro. água  se mistura
com os diferentes tipos de solo.
Enquanto as demais comunidades, que poderiam ter inúmeros poços artesianos instalados. Como é o caso da comunidade de B. Brasília, que foi beneficiada com um poço artesiano, que abastecia as residências, porém, o poço quebrou há alguns anos atrás, e até hoje, a Comunidade  encontra-se dependendo exclusivamente, do abastecimento de água fornecido em carro pipa, pelo exército. Que nem sempre consegue atender a demanda, uma vez que a comunidade é formada por famílias numerosas com bastantes  crianças. 

As comunidades de Aníbal e B. do Doutor não possuem poço artesiano, nem tão pouco são atendidas pela Embasa. Dependendo, exclusivamente da captação de água das chuvas e do abastecimento dos carros pipas particulares ou do Exército.
 
Fonte de Roduleiro. Praticamente seca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Rota 324 não se responsabiliza pelos comentários aqui expostos.

Destaque